Edivaldo

  

Edivaldo Ximenes Ferreira Filho. Professor de bioquímica da Universidade de Brasília com especialização em enzimas. No ano de 2005, entrei em contato com a filosofia do Tai Chi Chuan e do Chi Kung através do Mestre Woo que, gentilmente, me convidou para participar das práticas na Praça da Harmonia Universal. Estava com um tumor no ouvido que, de certa forma, foi o catalisador (a doença como símbolo) de uma mudança de atitude perante a vida. Isso também levou a ter uma melhor compreensão e entendimento sobre as pessoas.

  
Antes disso, tinha uma visão mecanicista da vida, fortalecida pela minha formação científica. Desde então, venho me dedicando diariamente e aprendendo com os ensinamentos milenares do Taoísmo.

Aliado a esses estudos, adotei recentemente na minha vida a arte do Jin Shin Jyutsu, que significa a arte do criador através da pessoa de compaixão. Essa arte  é um caminho simples para saúde e equilíbrio. Nossa saúde e harmonia estão diretamente ligadas à distribuição livre e regular da energia vital (chi). Nesse caso, a cura do corpo depende do fortalecimento e harmonização dessa energia. Quando a tensão e o estresse cotidianos bloqueiam o movimento da energia vital, nossa mente, corpo e espírito são afetados. Como diz o Mestre Woo “praticar Tai Chi é como o hábito de escovar os dentes, tem que ser exercido diariamente”.  Ao adotar esse hábito, teremos uma vida mais relaxada e livre das tensões diárias.