Elisabete Alves

 

Todos me chamam BETE. Nascida paulista. Crescida e radicada brasiliense. Criança inquieta. Curiosa natural. Estudiosa por prazer. Formada Administradora em Comércio Exterior. Advogada - a profissão. Mãe apaixonada. Mulher evoluindo. Ser em ebulição. Busca contínua pelo conhecer e aprender viver saudável. Adora qualquer arte, seja escrita, cantada, dançada, desenhada, esculpida... Quer aprender. A sempre aprendiz. Moradora da 104 Norte. Certo dia caminhando, reparou a placa anunciativa da prática de tai chi chuan (o que é isso?) às 6h (ooo queeee?). Vendo a placa meio enferrujada, pensou: esse anúncio não vale mais ou então é só de vez em quando nesse horário. Procurou conhecer. Na praça, constatada a verdade, atual e grátis mesmo.

Aqui recepcionada pela adorável Neves, naquele abril de 2004. Naquela ocasião, possuía semblante tenso de pessoa ansiosa, esgotada de recorrente enxaqueca. Hoje mal superado. Agora respira, medita, observa e procura levar a vida com leveza. É um olhar amoroso para si. Resgatado o sorriso pela prática constante do tai chi chuan, criatura transformada. Vencido o receio de errar, humana e lisonjeada, aceito o convite do mestre Woo. Assim, estamos toda segunda-feira, às 18:30h, conduzindo a prática na PHU. Entrada franca. Basta querer conceder-se inúmeros benefícios para a saúde física, mental e psíquica.